Páginas

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Nos EUA, pastores são proibidos de trabalhar em escola por falarem de Deus








O Distrito Escolar de Bainbridge Island, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos, abriu uma investigação sobre a conduta de três pastores de jovens locais que se voluntariaram como supervisores da lanchonete na Woodward Middle School. Eles são acusados de proselitismo e de tentar recrutar estudantes na escola para a igreja. Os pastores não podem trabalhar mais na escola, durante o período das investigações.

"Eu acho que é uma situação muito arriscada, eu acho que eles tem que ser muito cuidadosos com o que eles dizem", disse Leslie Krantz, cujo filho estuda na Woodward.
Segundo o Brainbridge Island Public Schools, as queixas foram feitas por alguns pais de alunos a um administrador distrital, na semana passada. Parte da queixa era que os alunos disseram que a presença de pastores na escola era algo "assustador".

"Meu objetivo é ser justo para com essas crianças e fazer com que elas se sintam valorizadas, bem como ajudar a nossa comunidade", disse Smith, um dos pastores acusados de falar com os alunos sobre igreja na escola. "A única vez em que o assunto igreja pode ter vindo à tona é quando eles perguntam: 'O que você faz?' A minha resposta é: 'Eu sou um pastor de jovens'. Algumas vezes eu digo apenas que eu sou um líder, porque a maioria das crianças não sabe o que é um pastor de jovens", disse Smith, que é um pastor de jovens da Igreja de Brainbridge.

O diretor de Woodward escreveu um e-mail para os pais na terça-feira à noite dizendo: "Eu não tive um único relato de qualquer um de nossos voluntários fazendo proselitismo ou recrutando estudantes no campus. Entanto, estamos levando a sério as preocupações apresentadas. Para garantir que os voluntários a nossa escola tem vindo a cumprir com todas as políticas distritais, vamos ter uma conversa com alunos, funcionários e pais com o objetivo de averiguar e determinar se alguém violou nossa política ", disse Mike Florian.

Fonte: Kirotv, via WND