Páginas

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Cristãos são forçados a fugir da Etiópia


Cristãos são forçados a fugir da Etiópia


Governo tentou combater a violência religiosa entre muçulmanos e cristãos

Na Etiópia, tensões localizadas entre as comunidades muçulmana e cristã resultaram em alguns episódios violentos. Através de vários programas cívicos, o governo tentou combater a violência religiosa. Na Somália, os poucos cristãos que existem são fortemente perseguidos, e devem praticar sua fé em segredo. Alguns, como o cristão Garas, foram forçados a fugir para viver em outros países.

Mohamed Ali Garas, um líder cristão somali ex-muçulmano, voltava para casa às 21 horas quando dois radicais muçulmanos somalis chamaram-no pelo nome. 

Garas foi ao encontro deles e um dos homens o atingiu na cabeça com um pedaço de madeira, fazendo-o cair. Não bastasse isso, continuou agredindo-o. O outro muçulmano se juntou a ele, e chutou Garas no tórax e abdômen. Os homens fugiram após serem notados por um vizinho etíope.
Garas contou a representantes da Portas Abertas que os agressores atingiram propositalmente sua perna direita. Eles aparentemente o conheciam, pois pareciam saber que Garas havia sofrido um acidente sete anos atrás onde fraturou exatamente esta perna. Ele levou três anos para voltar a andar depois de uma cirurgia para reconstruir o osso.
Garas fugiu da Somalilândia – um Estado não-reconhecido internacionalmente – para a Etiópia em agosto de 2005, após autoridades ameaçarem prendê-lo. Ele era o líder cristão mais conhecido de sua comunidade. Ele se mudou para uma nova vizinhança em Addis Ababa porque sofreu uma tentativa de ataque por um muçulmano somali na antiga vizinhança. Um pastor somali da capital etíope descreveu o ataque a Garas como "uma aparente tentativa de aterrorizar a comunidade cristã somali de Addis Ababa, que considera a Etiópia um refúgio da perseguição religiosa". 
Pedidos de oração
- Agradeça a Deus por ter livrado Garas da morte e por ele não ter ficado com sequelas por conta das agressões.
- Ore pela vida dos cristãos e líderes somalis que vivem na Etiópia e têm sido alvo de constantes ataques contra suas vidas.
O texto acima foi retirado do site do Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2014, que tem como tema "Pastores e líderes africanos". 
 
Fonte: Portas Abertas
VIA: CPÁD NEWS