Páginas

terça-feira, 6 de maio de 2014

Cristão foi torturado, mas não negou a sua fé


Cristão foi torturado, mas não negou a sua fé

Samir foi detido após denúncia anônima.
"Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano." (Salmos 92.12)
Em uma das viagens ao norte da África, Samir*, um cristão devoto e ousado, nos contou sobre a ocasião em que a polícia fez uma inspeção em sua casa – parecia tratar-se de uma denúncia anônima. Samir foi obrigado a entregar seu laptop para averiguação. Ele conta: "Sem uma explicação prévia eu fui detido pela polícia e levado de olhos vendados. Foi quando, ao ouvir gemidos, eu percebi que estavam me encaminhando a uma ‘câmera de torturas’. Os oficiais me faziam perguntas como: ‘Por que você é um cristão? Por que você é contra o islamismo?’. Mas Deus me dava as respostas certas a cada nova questão". 
"Sim, sou cristão. Provem que sou contra o islamismo", ele respondia ousadamente. Por três dias seguidos, a polícia o manteve sem dormir, para desequilibrá-lo emocionalmente pela privação de sono e alimentação, além da violência física. Por outras vezes, Samir era obrigado a se despir para ser agredido com jatos de água fervendo. Por fim, o chefe de polícia apareceu e disse: "Você pode ir, mas nós vamos vigiá-lo". 
Apesar de sofrer de ansiedade, Samir continua servindo a Deus e florescendo como a palmeira (planta que tem um significado muito representativo para o povo marroquino). Ele viaja e faz visitas de encorajamento aos seus irmãos na fé.
Pedidos de oração
- Agradeça a Deus porque muitos cristãos, ainda que secretamente, permanecem firmes na fé e não desistem de segui-lo.
- Interceda pela vida de Samir e de outros cristãos do Marrocos, que arriscam sua vida para manter a fé e para encorajar outros.
- Peça a Deus que ministre sua graça na vida daqueles que, como Samir, são presos e torturados por causa de sua fé em Jesus.
*O nome verdadeiro foi alterado por motivos de segurança.
Fonte: Portas Abertas

Via: CPADNEWS