Páginas

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Cristãos do Oriente Médio se unem contra ação militar na Síria

Cristãos se unem contra ação militar na Síria




O medo é que aconteça no país o mesmo que aconteceu com a invasão americana no Iraque

Igrejas católicas e protestantes do Oriente Médio estão unidas contra a catástrofe que pode acontecer na Síria, caso haja intervenção militar na tentativa de barrar os confrontos internos.

Juntos eles reafirmam a fala do Papa Francisco que é contra o uso das forças armadas para resolver o problema. “Não é o confronto o que oferece perspectivas de esperança para resolver os problemas, e sim a capacidade de reunir-se e dialogar”, disse o líder católico.

Para os líderes cristãos do Oriente Médio o papa pode ajudar a influenciar as decisões no Ocidente e por isso eles torcem para que Francisco volte a tocar no assunto condenando a intervenção militar na Síria.

O vaticanista Marco Politi explica que o medo dos cristãos é que o uso da força militar repita a experiência negativa da guerra no Iraque há 10 anos. “O medo dos cristãos de um ataque militar se baseia na história dos últimos 10 anos”, disse.

Outro medo dos cristãos é perder a proteção garantida pelos regimes autoritários e laicos, o que não acontece quando quem assume o poder é regido, por exemplo, pela Irmandade Muçulmana como aconteceu recentemente no Egito.

Fonte: Gospel Prime