Páginas

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Aumenta Agressões De Islâmicos Contra Cristãos No Egito

cristãos-egito-agressões-islâmicosA crise política e social que vive o Egito tem desencadeado maiores agressões contra os cristãos. Durante as últimas duas semanas muçulmanos linha-dura, atacaram igrejas e ministérios e os próprios crentes.
Enquanto isso o presidente interino egípcio, Adly Mansour, empossou um novo gabinete, que incluem mulheres e os cristãos, ou seja, não constitui de apenas membros de partidos islâmicos.
As mudanças ocorreram quando a sociedade egípcia permanece dividia entre muçulmanos indignados com a retirada do ex-presidente Mohamed Mursi e por aqueles que buscam reforma democráticas.
A Irmandade Muçulmana disse que não reconhece o novo governo e rejeito as ofertas que vem da parte dele.
O gabinete vai se concentra na reforma da Constituição elaborada pelos islamitas e o governo de Morsi. Eles também têm como tarefa programar as eleições parlamentares presidenciais para o próximo ano.
Hazem o Beblaui chefia o novo governo como primeiro ministro e terá a tarefa de por em ordenam o país. Ministérios cristãos colocam sua esperança no trabalho que eles podem realizar, ainda assim, temem novos ataques por parte de radicais islâmicos.
Greg Mussleman, porta-voz do Ministério cristão Voz dos Mártires, no Canadá, indica que “a esperança é que, com a troca da guarda, novamente tenha maior empatia contra os cristãos. Pode ser que exista menos perseguição por parte do Estado e governo, mas, novamente, com os grupos radicais que não vão ficar quietos, existe o medo de que esses ataques aumentem”.  – CBN
Fonte: Portal Padom